quinta-feira, agosto 30, 2007

F-1: Hamilton vence com passeio na Hungria e brasileiros decepcionam

Administrar uma equipe com dois pilotos excessivamente competitivos não tem sido tarefa fácil para a equipe McLaren. Desde as primeiras provas, a dupla Fernando Alonso e Lewis Hamilton tem demonstrado uma rivalidade que foge aos padrões. E mais um capítulo desta história foi vista no circuito de Hungaroring, palco do Gp da Hungria, a 11ª etapa do Mundial.

Diante de todas as condições de conquistar uma dobradinha das mais fáceis, a McLaren se viu prejudicada por uma briga interna. Num episódio que já entrou para a história da categoria, Alonso segurou Hamilton nos boxes, retardou sua saída de pits e fez uso de tal tempo para conquistar a pole position. Tal pole, no entanto, se tornou apenas um sexto lugar no tapetão, uma vez que o espanhol foi punido, por atitude antidesportiva.

Acusado pela própria McLaren de ter causado a situação de desordem nos boxes que foi entendida pela FIA como manobra para favorecer Alonso, Hamilton não teve do que reclamar com a pole que lhe caiu no colo. Sem Alonso por perto, coube ao inglês levar a corrida em banho-maria, sem grandes ameaças e confirmar a terceira vitória no ano. Nas voltas finais, o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) até tentou esboçar algum ataque mais concreto, mas nada que pudesse mudar o rumo da prosa. Kimi terminou em segundo, seguido pelo alemão Nick Heidfeld, da BMW, que completou o pódio numa merecida terceira posição.

Arrojado durante toda a prova, Alonso fez o que foi possível para subir na classificação. Partindo em sexto, numa pista que praticamente não permite ultrapassagens, o espanhol sabia das dificuldades que teria pela frente. No fim das contas, o bicampeão ainda conquistou posições e terminou em quarto, mas saiu de Hungaroring cuspindo fogo pela ventas. E sem choro nem vela, tratou de dar um ultimato para a McLaren: ou ele ou Hamilton. A situação interna do time tende a piorar nas próximas provas, o que certamente fará com que a luta pelo título seja das mais acirradas.

Numa categoria que sofre com a falta de disputas e emoções, episódios como este (a rivalidade entre Alonso e Hamilton) ajudam a criar um cenário mais interessante para a F-1, o que atrai a atenção da mídia e do público em geral. Ainda sobre o GP da Hungria, um apagado Felipe Massa completou numa modesta 13ª posição. Já Rubens Barrichello conquistou o pior resultado de sua carreira, chegando apenas na 18ª colocação.

Marcadores:

1 Comments:

At 1:07 AM, Anonymous Lorie said...

You write very well.

 

Postar um comentário

<< Home