segunda-feira, setembro 17, 2007

16/09/2007: Raikkonen vence na Bélgica e Ferrari garante título de Construtores

Não teve para ninguém. Kimi Raikkonen largou na pole position e em menos de duas voltas mostrou que na Bélgica, quem manda é ele. Vencedor do GP belga nas edições de 2004 e 2005, Raikkonen obteve no tradicionalíssimo circuito de Spa-Francorschamps, um triunfo fácil, previsível e sem grandes surpresas. A Ferrari foi superior em relação à McLaren desde os treinos de sábado e na corrida do domingo, só precisou confirmar o favoritismo. A segunda posição de Felipe Massa, que deu ao time italiano a segunda dobradinha na temporada, ainda possibilitou a conquista por antecipação do título de Construtores, o 15º da história da equipe de Maranello. Tal conquista foi facilitada pela punição da FIA à McLaren, que determinou a perda de todos os pontos do time inglês no campeonato de equipes.

Por falar no time prateado, Alonso e Hamilton continuam se “estranhando” na pista. Se os dois já não eram muito amigos, após a prova da Bélgica tal relação se tornou ainda mais explosiva. Numa disputa memorável, os dois quase que tocaram rodas na primeira curva, voltaram a ficar lado a lado na reta seguinte e numa demonstração de puro arrojo, contornaram juntos a Eau Rouge - curva mais temida pelos pilotos e feita a quase 300 km/h. No fim, Alonso levou a melhor e seguiu sem ser ameaçado na terceira posição, fechando o pódio e reduzindo a desvantagem para o líder do campeonato. Com a quarta posição, Hamilton tem agora 97 pontos diante de 95 de Alonso, restando três provas para o fim.

Com a quarta vitória no ano, Raikkonen voltou a vislumbrar uma remota possibilidade de lutar pelo título. O finlandês sabe que é difícil, uma vez que se encontra 13 pontos distante de Hamilton. No entanto, com provas a serem disputadas no Japão, China e Brasil, tudo é possível. Já para Felipe Massa, a missão parece quase perdida. Vinte pontos atrás do líder e com 30 pontos em jogo, o brasileiro ainda não deu adeus ao título, mas já admite que a tarefa ficou muito complicada. Desta forma, o campeonato tende a ficar mesmo com a McLaren (Alonso ou Hamilton), que em 14 corridas, não teve um abandono sequer com seus dois carros, mostrando uma confiabilidade exemplar que pode ter faltado justamente para a Ferrari.

Por falar em equipes, uma das decepções da prova em Spa voltou a ser a Honda. Jenson Button sequer completou a corrida e Rubens Barrichello - após sofrer no fim do grid - terminou numa modesta 13ª posição.

Marcadores:

1 Comments:

At 7:44 AM, Anonymous Café com F1 said...

Muito jóia seu blog Felipe, escuto sempre seus comentários na CBN e resolvi procurar por você no Google e cheguei ao seu Blog. Também moro em Campinas mas Kart para mim só de brincadeira, nada proficional!
Também tenho um blog, de uma entrada lá depois: http://cafecomf1.blig.com.br
Se gostar podíamos trocar referencias.
Você coloca ele aqui no seu e eu coloco o seu lá no meu, afinal, propaganda é a arma do negócio né!
Abraços!

 

Postar um comentário

<< Home