terça-feira, julho 25, 2006

Artigo Especial: Uma temporada marcada pelo duelo entre o Príncipe das Astúrias X O Grande Kaiser

Entre as temporadas de 2000 e 2005, Michael Schumacher reinou absoluto, quebrou todos os recordes, estabeleceu todas as grandes marcas da Fórmula 1 e mostrou ao mundo que o pentacampeão Juan Manuel Fangio poderia não apenas ser igualado, como também, superado. No ano passado, eis que o heptacampeão do mundo sucumbiu diante de um equipamento inferior e assistiu de camarote ao surgimento de um novo campeão: Fernando Alonso. Em 2006, os dois últimos vencedores da principal categoria do automobilismo vem duelando nas pistas prova a prova em busca de um objetivo em comum: o título mundial. Desde a etapa do Bahrein, prova que abriu o campeonato deste ano, o alemão e o espanhol tem atraído todas as atenções dos torcedores e, principalmente, da mídia. Afinal de contas, diante de total supremacia de ambos, fica difícil não voltar os olhos para os dois pilotos.

Até o GP da França, a 11ª etapa do Mundial, Alonso venceu seis corridas com a Renault enquanto que Schumacher deu à Ferrari quatro triunfos. A outra vitória ficou com Giancarlo Fisichella, vencedor solitário de uma prova, o GP da Malásia. Em relação às pole positions, a disputa entre os rivais também é das mais acirradas. Schumacher fez a primeira pole da temporada, em Sakhir, mas depois assistiu Alonso partir na frente em cinco provas, e de forma consecutiva. O alemão reagiu e computa quatro posições de honra no grid. Os outros pilotos a partirem em primeiro foram Fisichella (Malásia) e Jenson Button, que com a Honda, conseguiu uma pole inesperada em Albert Park, na Austrália. No entanto, tais resultados em nada afetam o domínio dos verdadeiros "gladiadores" desta temporada.

O ponto alto da disputa entre Alonso e Schumacher - após belos duelos em Sakhir, Imola e Nurburgring (uma vitória de Fernando e duas de Michael) - foi no treino classificatório para a etapa em Magny-Cours. Na casa da Renault e da fornecedora de pneus Michelin, Alonso - impulsionando por mais de 80 mil torcedores - tratou de rivalizar com Michael antes mesmo da corrida. Na disputa da superpole, Fernando buscou de todas as formas desestabilizar o adversário, mas teve de se contentar com apenas o terceiro posto no grid, diante da 68ª pole de Schumacher. Líder com 96 pontos, e mantendo uma vantagem de 17 pontos, Alonso sabe que as próximas etapas serão decisivas na sua luta pelo bicampeonato.

A ponta do campeonato e a vantagem na tabela são de Fernando, mas o espanhol sabe que os pneus Michelin - que decepcionaram nos EUA e na França - serão fundamentais na busca de vitórias nas próximas provas. Schumacher, além de um dos esportistas mais vitoriosos do esporte, conta com uma equipe fantástica e que cresce de produção quando motivada. Além disso, o piloto ainda conta com os pneus Bridgestone, que tiveram um grande salto de rendimento nas duas últimas provas. Ou seja, todos esses ingredientes prometem que a disputa do título se estenda até as provas derradeiras do Mundial. Afinal de contas, em disputa nas últimas sete provas não estarão apenas 70 pontos, mas também e principalmente, um título mundial, que servirá para coroar o grande campeão da temporada: o Príncipe das Astúrias (Alonso) ou o Grande Kaiser (Schumacher). Agora, resta mesmo aguardar, acompanhar e torcer, é claro. Para isso, escolha o seu favorito!

4 Comments:

At 12:36 PM, Anonymous Ana Isabelle said...

Fe,

O meu favorito nessa disputa é o Alonso!

Esse Schumacher já ganhou o q tinha que ganhar viu?!

PARABÉNS PELO BLOG!!

Bjinhuss

 
At 12:30 PM, Anonymous Anônimo said...

Here are some links that I believe will be interested

 
At 2:20 AM, Anonymous Anônimo said...

This site is one of the best I have ever seen, wish I had one like this.
»

 
At 10:01 AM, Anonymous Anônimo said...

Your site is on top of my favourites - Great work I like it.
»

 

Postar um comentário

<< Home